Universidade de São Paulo desenvolve vacina por spray nasal contra a covid-19

Os esforços para encontrar uma cura para o coronavírus está a todo vapor no mundo todo. Aqui no Brasil, a Universidade de São Paulo (USP) está desenvolvendo uma vacina por spray nasal contra a covid-19. De acordo com informações divulgadas pela universidade, na segunda-feira (08), o modelo de imunização já foi testado com resultados positivos em camundongos contra a hepatite B.

Em matéria para a Agência Brasil, os pesquisadores da USP disseram que para construir a nova vacina, colocaram uma proteína do novo coronavírus dentro de uma nanopartícula, criada a partir de um substrato natural. A substância resultante é aplicada em forma de spray nas narinas do paciente.

Segundo a equipe que desenvolve a vacina, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, a expectativa é que o organismo do paciente produza a IgA Secretoram, um tipo de anticorpo presente na saliva, na lágrima, no colostro, no trato respiratório, no intestino e no útero, que atuaria no combate ao novo coronavírus.

A nanopartícula criada pelos pesquisadores e utilizada na construção da vacina permite que a substância permaneça na mucosa nasal por até quatro horas, tempo suficiente para ser absorvida e iniciar uma reposta do sistema imunológico. A USP informou que para garantir a imunização, serão necessárias à aplicação de quatro doses, duas em cada narina, com intervalo de 15 dias.

Os protótipos devem ficar prontos em cerca de três meses – quando será possível iniciar os testes em animais. Os pesquisadores estimam que o produto seja repassado ao público a um custo de R$ 100 reais.

Também estão participando da pesquisa virologistas e imunologistas do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, especialistas em nanotecnologia do Instituto de Química da USP, pesquisadores da Plataforma Científica Pasteur-USP, e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Coronavírus na Bahia:

Na segunda-feira (08), foi registrado 28.715 casos confirmados de coronavírus e 910 óbitos. 12.406 pessoas já estão recuperadas e 15.399 ainda permanecem em casos ativos. Os casos confirmados ocorreram em 341 municípios do estado.

Na Bahia, 4.129 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Foi anunciado também na segunda, que um Pronto-Atendimento exclusivo para estes profissionais que estiverem com casos suspeitos, a unidade começa a funcionar nesta terça-feira (09), em Salvador. De acordo com a Secretária de Saúde, estão previstos dez leitos de observação e dois leitos para pacientes críticos.

Vittor Amorim

Vittor Amorim é formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, criador de conteúdo para as redes sociais, desenvolve trabalho com foco na representatividade negra e LGBTQI+ na mídia, redator da Redação com dendê. Apaixonado por eventos, artes e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: