Salvador: detenta é liberada pela Justiça para estudar no semestre suplementar da UFBA

A detenta Priscila Regina da Costa da Silva, que foi aprovada no curso de biblioteconomia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), recebeu a autorização da Justiça para estudar no semestre suplementar. A mulher tinha trancado a matrícula na instituição enquanto aguardava liberação para entrar no ensino superior, após apresentação de recurso.

O pedido inicial dela para ir às aulas foi negado pela Justiça, porque ela cumpre pena em regime fechado no Conjunto Penal Feminino de Salvador, localizado no bairro de Mata Escura, desde 2016, após ter sido condenada por sequestro — ela foi condenada a 30 anos de prisão.

Entretanto, em decisão expedida na segunda-feira (31), a magistrada Maria Angélica Carneiro oficializou o destrancamento da matrícula da presidiária. Além disso, a juíza pediu que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) disponibilize os equipamentos necessários para que a detenta possa assistir às aulas no primeiro semestre, no turno diurno.

A ação para conseguir estudar na Ufba foi iniciada pelo subdefensor público geral, Pedro Bahia, tendo seu recurso sido interposto pelo defensor público Claudio Piansky, e, atualmente, está sendo acompanhada pela defensora pública Andréa Tourinho.

Informações de G1

Camila R. M. C.

Camila R. M. C. é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Apaixonada por livros, escrita, música e audiovisual. Atualmente trabalha com assessoria de comunicação e redatora da Redação com dendê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: